A Companhia

Direção | Mirtes Calheiros
Intérpretes | Caio Zanuto, Ederson Lopes, Fany Froberville,
Leandro Antonio, Margarita Hernandez, Mirtes Calheiros e Rodrigo Caffer

Som | Marcelo Catelan
Luz | Carlos Gaucho
Fotos | Fábio Pazzini
Arte gráfica | Bruno Pucci

Criada em 1999, pela socióloga e bailarina Mirtes Calheiros a Cia. Artesãos do Corpo é formada por bailarinos, performers, atores e pesquisadores de artes cênicas, com o objetivo de elaborar espetáculos e intervenções que provoquem a sensibilidade e a consciência do espectador para temas de interesse no mundo contemporâneo.

Utilizando o palco e locais não convencionais como espaços de atuação a companhia desenvolve uma pesquisa focada na diluição das fronteiras entre dança-teatro-performance e na investigação urbano coreográfica dos processos de influência, alteração e diálogo entre o corpo e a cidade.

Tendo com premissa a diversidade e a pluralidade na formação de seu elenco a companhia leva ao palco a cada novo trabalho um mosaico de referências estéticas e de percepções corporais distintas, criando inúmeras possibilidades coreográficas a cada tema proposto.

Atualmente a companhia dedica-se a pesquisa de estados físicos e meditativos que estimulem o intérprete à criação cênico-coreográfica a partir de situações de presença e sua posterior ressignificação para a cena. Para essa pesquisa temos como suporte diferentes abordagens de treinamento e percepção corporais orientais (aikido, yoga, tai chi, chi kung, sei-tai-ho), esse treinamento tem como objetivo afinar o corpo preparando-o para a criação. Essa nova etapa vem sendo construída em uma perspectiva do caminho, buscando entender o corpo em constante processo de construção e desconstrução. A partir desse olhar buscamos não só diluir as fronteiras entre linguagens, mas também entre arte e vida cotidiana.

A companhia desenvolve anualmente desde 2006 o Festival Internacional de Dança em paisagens urbanas Visões Urbanas com o objetivo de criar mecanismos criativos de intervenção da dança no cotidiano da cidade, esse festival integra a rede CQD – Cidades que Dançam (www.cqd.info).